Postagem em destaque

Comemoração dos 161 Anos de Valença RJ

Texto Katia Berkowicz Fotos Victor S. Gomez Diversos momentos marcaram o aniversário de Valença . Neste sábado (29/09), na praça Vis...

Artista Plástico Wesley Monteiro Fala sobre Trabalhos ao Jornal da Cidade

Texto: Jorge Alexandre - Fotos, Produção e Edição de Vídeo: Victor S. Gomez

Os Artistas Plásticos  são profissionais que se utilizam de seus dons e talentos buscando dar formas e conteúdos nas telas, esculturas e em vários outros segmentos, sob a ótica de temas abertos ou específicos. Estes profissionais podem ser encontrados em vários segmentos, não só na valorização de ambientes, como também nas artes gráficas, dentre outras infinidades de setores. Há também aquelas pessoas que buscam as Artes Plásticas como forma de 'hobby' e terapias, buscando melhorar a qualidade de vida.


Para registrar esta forma de transformação do mundo real ou imaginário através das mãos desses artistas, o JORNAL DA CIDADE foi recebido nessa terça-feira, dia 30 de janeiro (2018), pelo Artista Plástico Wesley Rocher Monteiro, em seu ateliê, em Valença-RJ. Durante a entrevista, Wesley Monteiro falou de sua experiência de vinte anos como Artista Plástico, com trabalhos conhecidos em Valença, no Brasil e no exterior.


Em 2017, participou de uma Exposição Internacional no Rio de Janeiro, tendo se destacado, com abertura de novos horizontes para o artista.

Sábado tem Valença Troca Livros!

Visitas do último Valença Troca Livros
O Projeto Valença Troca Livros estará no sábado, dia 03/02/2018, de 9:00 as 12:00h, na Rua dos Mineiros, em Valença RJ.

Ajude a divulgar o projeto Valença Troca Livros.
Se você tem algum livro guardado que não queira mais, acumulando poeira, traças, mas em bom estado de conservação. Quer colocá-lo para circular? Então venha troca-lo no projeto Valença Troca Livros.



Projeto Valença Troca Livros, sem custo algum, apenas doação, amor.
A troca é 1x1, a pessoa traz um livro e troca por outro. Tem também re-troca. Se você já leu o livro que trocou, pode trazê-lo e trocá-lo por outro.
Os livros que devem ser trazidos para troca podem ser de: Poesia, Romance, Contos, Crônicas, Biografia em bom estado de conservação.



Um projeto do Grupo de Escritores Flor e Poesia
Escritor Victor S. Gomez, Escritora Déia Sineiro e Escritor Mário Sérgio Sigall Estamparia.

Apoio: Aciva - Associação Comercial Industrial Valença,
Rotary Clube de Valença (Rotary International), Casa da Amizade, Lanchonete e Pizzaria Liang e Jornal da Cidade Regional.


#Cultura, #dicadelivros, #escritores, #incentivoàleitura, #literatura, #livro.


Vereador Marcelo de Santa Isabel Parabeniza a UVAFER

Texto: Jorge Alexandre - Fotos e Vídeo: Victor S. Gomez

Vereador Marcelo de Santa Isabel parabeniza a UVAFER, pelo projeto que trouxe de volta para Valença três vagões fabricados no município, em 1971. Um projeto bom para o turismo e que deverá gerar empregos e renda em nossa cidade.


Um símbolo da Ferrovia em Valença foi resgatado através da "União Valenciana para a Preservação Ferroviária (UVAFER)" que conseguiu trazer de volta alguns Vagões de Trem fabricados nas extintas Oficinas da Rede Ferroviária Federal Central do Brasil (RFFSA) a partir da década de 1950 até 1973 (quando foi definitivamente extinto o Ramal desativada a Estação Ferroviária, transformada em 1974, na Rodoviária Princesa da Serra).

Arquiteto Aníbal Affonso Magalhães da Silva, fala ao Jornal da Cidade Regional

Texto: Jorge Alexandre - Fotos e Video: Victor S. Gomez

O sonho nutrido por muitos moradores de Valença e de familiares de ex-Ferroviários em ver os trens viajando sobre os trilhos nesta área, não se concretizará, devido a uma série de motivos que levaram o Governo Federal à extinção do Ramal Ferroviário e das Oficinas. Mas, um símbolo da Ferrovia em Valença foi resgatado através da "União Valenciana para a Preservação Ferroviária (UVAFER)" que conseguiu trazer de volta alguns Vagões de Trem fabricados nas extintas Oficinas da Rede Ferroviária Federal Central do Brasil (RFFSA).

Arquiteto Aníbal Affonso Magalhães da Silva conversa
com Victor S. Gomez, Editor do Jornal da Cidade Regional

O Arquiteto Aníbal Affonso Magalhães da Silva, presente no momento da instalação dos equipamentos, informou ao Jornal da Cidade Regional que participou "de um Edital aberto pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, denominado Projeto Estações Ferroviárias" e venceu o mesmo, "passando a realizar um trabalho de resgate da Memória Ferroviária de Valença e da região".

Professor Miguel Pellegrini Fala Sobre Chegada dos Vagões do Trem em Valença

Texto: Jorge Alexandre - Fotos e Video: Victor S. Gomez

O sonho nutrido por muitos moradores de Valença e de familiares de ex-Ferroviários em ver os trens viajando sobre os trilhos nesta área, não se concretizará, devido a uma série de motivos que levaram o Governo Federal à extinção do Ramal Ferroviário e das Oficinas. Mas, um símbolo da Ferrovia em Valença foi resgatado através da "União Valenciana para a Preservação Ferroviária (UVAFER)" que conseguiu trazer de volta alguns Vagões de Trem fabricados nas extintas Oficinas da Rede Ferroviária Federal Central do Brasil (RFFSA).


Livro "Universo Interior" de Victor S. Gomez

Pedaços da vida de Victor S. Gomez, de seu irmão Miguel e dos seus filhos, Davi, Pedro, Carol e Junior, levaram o autor a esse encantador mundo de sonhos. Um realismo fantástico cheio de aventuras, vida e amor. Resquícios de um passado que ele não vive mais, mas que está bem vivo em sua memória. Na fronteira entre o passado e o presente, ele descobriu uma porta, por onde de vez em quando visita seu Universo Interior

Autor do livro Universo InteriorVictor S. Gomez é Escritor, Ator e Educador Social

Primeiro lugar no Prêmio Olho Vivo 2014 - Volta Redonda - RJ
O livro Universo Interior é formado por contos, aonde são reveladas passagens de uma infância rica e cheia de fantasia, apresentadas por meninos que viveram em uma época em que tudo era possível, até mesmo acreditar que o improvável poderia ser realidade.

O livro nos remete a um passado não muito distante, de cidades interioranas, tranquilas, mas cheias de mistérios; e a um mundo interior que é o nosso interior, com problemas que não são revelados, mas que todos nós temos.

Um universo interior que pertence a todos, mas que só nós mesmos é que podemos administrá-lo.

Veja a página do escritor no site da Editora Patuá.
http://www.editorapatua.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=189


Comentários sobre o livro "Universo Interior" de Victor S. Gomez.

"Oi, Victor! Acho que ainda não parabenizei você pelo lançamento do livro Universo Interior. Então, Parabéns!!! Valeu esperar, não é? Assim que puder, vou ao Rio e pego meu autógrafo!
Beijos, Leila Bortolazzi"
Leila Bortolazzi – Editora da Melhoramentos
https://www.facebook.com/leila.bortolazzi?fref=ts

"Concluído! Acabei de ler o livro "Universo Interior", escrito pelo meu amigo Victor S. Gomez. Ótima leitura! A obra de ficção, recheada de contos, fala de tudo: fantasias, tristezas, partidas, alegrias, infância, sonhos, destino, desejos, etc. O livro tem como palco a típica cidade do interior, com seus modismos, suas tipicidades, seus encantos.
Uma análise mais profunda pode transformar o escrito numa análise psicológica do autor, um mergulhar na alma deste cronista que nos presenteou com um texto rico de fantasias e encantos. Um livro de fácil leitura e muito atrativo. Vale a pena ler!!!"
Paulo Nobre - Jornalista - Jornal local
https://www.facebook.com/paulo.nobre.908?fref=ts

“Livro ‘Universo Interior’ de Victor S. Gomez - Indico porque assim como Mosaico de Gilberto Monteiro, é um livro que marca por sua simplicidade, facilidade e acessibilidade a um "universo" com infinitas possibilidades. Essencial.”
Giovanni Nogueira - Jornalista - Jornal Local
https://www.facebook.com/gnogueira22?fref=ts

“Universo Interior, livro de Victor S. Gomez, cheio de contos fantásticos e surrealistas."
Ricardo Schott - Jornalista - Jornal O Dia
https://www.facebook.com/ricardo.schott?fref=ts

Caro amigo, estaremos todos festejando o seu, o nosso, Universo Interior... Quero saldar sua sensibilidade, de saber como resgatar nossa criança, sonhos pueris que ainda povoam nosso imaginário, que bela viagem para dentro... O mundo anda carente deste fascínio e você nos presenteia.
Sonia Rachid - Arquiteta
https://www.facebook.com/sonia.rachid.1?fref=ts

"Comentário para Victor S. Gomez: A Editora Patuá está de parabéns ao acreditar no potencial de escritor de Victor Gomez, lançando o Livro Universo Interior. De linguagem simples, a partir de cenas do quotidiano, de memórias e brincadeiras de infância, o autor vai estabelecendo diálogos que atingem todas as pessoas. Além de embaixador de Valença, por divulgar nossas riquezas naturais, turísticas, arquitetônicas, ele cria, recria um "Universo", onde cada um de nós pode encontrar-se com seu "eu" mais profundo. Recomendo a leitura, pois será a porta aberta para inúmeras emoções."
Dilma Dantas Moreira Mazzeo - Diretora de Eventos da Fundação Lea Pentagna
https://www.facebook.com/dilma.dantasmoreiramazzeo?fref=ts

Parabéns Victor S. Gomez! Hoje fiquei muito feliz por compartilhar desse momento tão importante em sua vida. Fragmentos de felicidade que com certeza não demoram a virar "estórias". Que você é uma pessoa especial todos nós já sabemos, e o talentoso escritor estamos descobrindo. Que o Senhor te abençoe e te guarde por onde quer que andares. Sucesso sempre!!
Katia Berkowicz - Diretora de Comunicação da Prefeitura de Valença - RJ
https://www.facebook.com/katia.berkowicz?fref=ts

"Victor
Críticas e analises a quem é de competência, mas uso o arbítrio para te dar os parabéns.
Acho que o trabalho de um escritor está realizado mais completamente no prazer particular do seu leitor. Acho o conto uma arte difícil, mais fácil construir um romance bom, pela continuidade que dá sempre mais tempo de salvá-lo. Você conseguiu manter um bom nível em todos os contos e encontrou a chave de saber começa-los, sem forçar a continuação deste começo, fez do começo um ato livre e do fim um momento certo, sem aquele adeus esticado e chato.
Pegue seu embornal e saia pela sua longa estrada do escrever. Espero que sempre com a simplicidade dos sábios."
Alice Jardim – Artista Plástica

O Interior dos Vagões de Trem de 1a. E 2a. Classe

Texto: Jorge Alexandre
Fotos: Victor S. Gomez

Na manhã dessa quinta-feira, dia 25 de janeiro (2018), o JORNAL DA CIDADE voltou à Praça onde foram instalados na terça-feira (23) e na quarta-feira (24) os três Vagões de Trem trazidos para Valença, através da 'União Valenciana para a Preservação Ferroviária - UVAFER'.

Após receber autorização do chefe da equipe de mecânica de Minas Gerais, contratada pela UVAFER, o jornal entrou e registrou a beleza do interior dos vagões. 




Nos dois de Primeira Classe, fabricados nas extintas oficinas da Rede Ferroviária Federal m Central do Brasil (RFFS.A), em Valença, em 1971, cada um possui 60 Poltronas que são de couro marrom, reclináveis, o que dava o máximo de conforto aos 60 passageiros; o ambiente é equipado também com sistemas de ar instalados no teto e as janelas são de blindex; existem dois banheiros (masculino e feminino) que contam com pias e sanitários, cada um. 




O Vagão de Segunda Classe, que tem capacidade de 68 passageiros, tem diferenças nos assentos, que são Bancos em Madeira, de cor marrom; não possui sistema de ar,  a ventilação era feita através das janelas abertas; possui também, dois banheiros com pias e sanitários, cada um.


Cada um dos três Vagões tem uma Placa desta, que registra o local  de fabricação,
Oficinas de Valença e o ano de 1971.

EQUIPE DE MECÂNICA - José Campos Neto, Chefe; Júlio Santos, Chefe; Jésus do Nascimento, Chefe; Vinicius Neto e Ricky Magalhães, Manutenção de 'Truques' (sustentação das rodas de ferro controle de freios e demais engrenagens de Vagões).

Grande Encontro

Texto e Foto: Jorge Alexandre

Na tarde dessa quarta-feira (24/01/2018), durante o acompanhamento da instalação dos três Vagões - fabricados em Valença em 1971 - nos trilhos fixados no interior da Praça em frente ao Mercado Municipal, encontraram-se o Produtor Musical dos anos 80, no Rio de Janeiro, Luiz Vianna e o também Produtor Musical da mesma década, Carlos Senna Junior (Editor, Fotógrafo e Jornalista do Portal Revista Amigos da Web), que trabalhou como jornalista e divulgador de grandes nomes da Música Popular Brasileira (MPB) na Gravadora EMI-ODEON, que divulgava entre outros, Banda Blitz, Paralamas do Sucesso, Gonzaguinha.

Luiz Vianna (à esquerda) conversando com Carlos Senna

Carlos Senna esteve em Valença por dois dias registrando todos os momentos da chegada dos Vagões que voltaram de Minas Gerais, através de trabalho da UVAFER. O encontro de Luiz Vianna e Carlos Senna foi registrado pelo JORNAL DA CIDADE.

Novas Informações sobre os Casos de Suspeitas de Febre Amarela

Entrevista de Jorge Alexandre - Filmagem e Edição de Vídeo - Victor S. Gomez

FEBRE AMARELA - Atualizando as informações sobre os casos de suspeitas de Febre Amarela no município de Valença, na manhã desta terça-feira, dia 23 de janeiro (2018), o JORNAL DA CIDADE esteve na Prefeitura Municipal de Valença e entrevistou o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Paulo Graça, e o Diretor da Vigilância Ambiental, Omar Figueira Neto, que falaram sobre os cuidados que a população deve ter com a própria saúde, se vacinando, e explicaram que os macacos não são transmissores da doença, e sim o mosquito.

Secretário de Meio Ambiente, Paulo Graça (de camisa preta), falando ao Editor do
JORNAL DA CIDADE,  Victor S. Gomez, sobre a Febre Amarela.

Diretor de Vigilância Ambiental, Omar Figueira Neto,
falando ao JORNAL DA CIDADE.

Houve em seguida, uma reunião com representantes da Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro, com representantes da Secretaria Municipal de Saúde de Valença e da Secretaria de Meio Ambiente

SONHO E REALIDADE: Vagões Fabricados em Valença Começam a Chegar de Minas Gerais

Texto: Jorge Alexandre - Fotos e Video: Victor S. Gomez

O sonho nutrido por muitos moradores de Valença e de familiares de ex-Ferroviários em ver os trens viajando sobre os trilhos nesta área, não se concretizará, devido a uma série de motivos que levaram o Governo Federal à extinção do Ramal Ferroviário e das Oficinas. Mas, um símbolo da Ferrovia em Valença foi resgatado através da "União Valenciana para a Preservação Ferroviária (UVAFER)" que conseguiu trazer de volta alguns Vagões de Trem fabricados nas extintas Oficinas da Rede Ferroviária Federal Central do Brasil (RFFSA) a partir da década de 1950 até 1973 (quando foi definitivamente extinto o Ramal desativada a Estação Ferroviária, transformada em 1974, na Rodoviária Princesa da Serra).




Esses Vagões, que até a segunda-feira (22/01/2018) se encontravam desativados em cidades de Minas Gerais, como exemplo, Ewbank da Câmara e Santos Dumont, sob a responsabilidade de outra empresa de ferrovias, a MRS, estão chegando em Valença  manhã e tarde desta terça-feira, dia 23 de janeiro (2018). De manhã, Guindastes instalados sobre Carretas que pernoitaram nas proximidades, foram operados por funcionários especializados e colocaram sobre os trilhos já instalados há alguns dias, os 'TRUQUES' compostos por Rodeiros -, que são as rodas, para receber os Vagões que estão sendo trazidos sobre Caminhões - com pranchas -, para serem içados (levantados) e instalados sobre os referidos 'Truques'.



Presentes no evento Sebastião Vieira - Presidente da ACIVA, Professor Miguel Augusto Pellegrini - Presidente da UVAFER, Eduardo Carvalho - Diretor da ACIVA e Marcelo de Santa Isabel - Vereador do Município de Valença


O Presidente da UVAFER, Professor Miguel Augusto Pellegrini, concedeu entrevista ao JORNAL DA CIDADE e falou dos vagões que terão entre outras funções, "incentivar e impulsionar a Cultura e o Turismo", com Biblioteca (com livros, revistas, vídeos e outros registros, como a História da Ferrovia no Município) e Acervo de Fotos de Fazendas que contam a história de Valença e da região do Vale do Café, entre outras manifestações que possam despertar a atenção da população valenciana, principalmente de estudantes e de turistas.






Inicialmente, no desenvolvimento desse Projeto, que dará maior ênfase à necessidade da preservação e valorização do "MUSEU FERROVIÁRIO DE VALENÇA", criado em 2001, que teve como grande responsável pela sua preservação e divulgação o ex-ferroviário Sebastião Victor, os membros da UVAFER buscaram apoio junto ao Exército Brasileiro e às Prefeituras em Minas Gerais com o objetivo de ser conseguido transporte para os Vagões, necessitando da utilização de pranchas existente no Exército.




BUSCA DE APOIOS E RECURSOS FINANCEIROS - Várias outras frentes de parcerias também foram buscadas pela diretoria da UVAFER em Valença, como o 1o. Esquadrão de Cavalaria Leve - Aeromóvel - Esquadrão Tenente Amaro, para fazer contatos com as unidades militares em Minas Gerais, a Prefeitura Municipal de Valença, Associação Comercial e Industrial de Valença (ACIVA), Fundação Educacional Dom André Arcoverde (FAA), empresas privadas e participação da população valenciana através do sorteio de uma Motocicleta para ajudar nos elevados custos de transporte dos Vagões.





Vereador do Município de Valença, Marcelo de Santa Isabel, presente no momento da colocação dos 'Truques' sobre os trilhos, foi entrevistado pelo JORNAL DA CIDADE e parabenizou a "UVAFER, através de sua diretoria, colaboradores e parceiros pela iniciativa do projeto de resgate da Memória Ferroviária em Valença". O Arquiteto Aníbal Affonso Magalhães da Silva, presente no momento da instalação dos equipamentos, informou ao JORNAL DA CIDADE que participou "de um Edital aberto pelo Governo do Estado do Rio de Janeiro, denominado Projeto Estações Ferroviárias" e venceu o mesmo, "passando a realizar um trabalho de resgate da Memória Ferroviária de Valença e da região".




O público presente na área acompanhou de perto a movimentação dos funcionários da empresa especializada na instalação dos Vagões. Ex-ferroviários e familiares disseram-se "emocionados em presenciar parte de um sonho se tornar realidade, que é a volta dos Vagões fabricados aqui em Valença".


Economizem Água

Atenção pessoal!
A CEDAE acabou de informar que o Duto da PASSAGEM, rompeu nesta madrugada. Aqui na APARECIDA em Valença, não está chegando água. Previsão para normalizar 48horas.
❌💧❌💧❌💧
💦Economizem💦

Economia no consumo de água em Valença é o que está sendo solicitado pela CEDAE. Segundo informação da empresa responsável pelo abastecimento de água em Valença, houve o rompimento da Adutora situada no bairro São José da Passagem na noite desse domingo (21/01) por falta de energia elétrica e foi interrompido o fornecimento de água para a população. De acordo com a área técnica, inicialmente a previsão de volta do fornecimento normal à  população seria nesta segunda-feira (22/01).

Deilson Carioca, Pagodeiro do Bom

Deilson Carioca, cantor e compositor, lança seu CD de músicas inéditas. Deilson Carioca, Pagodeiro do Bom. Valença RJ.

Contato para show: (24) 992329780

Reunião de Segurança Pública é Adiada

REUNIÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA É SUSPENSA

Em Nota enviada à imprensa na manhã desta quinta-feira, dia 18 de janeiro (2018), a "Diretoria do Conselho Comunitário de Segurança em Valença (CCSP) comunica ao público, que fica suspensa, transferida para a Terceira Quinta-feira do mês de Fevereiro, a reunião que seria realizada neste dia 18 de janeiro". De acordo ainda com a Diretoria e os Membros Natos (Delegado de Polícia Civil e Comandante da Polícia Militar), "a transferência da reunião do Conselho tem como motivo, o fato de a Câmara Municipal de Valença, onde são feitas as reuniões mensais, estar em Recesso Parlamentar, de Dezembro/2017 até Fevereiro, encerrando suas atividades diárias às 17 horas".

"A Diretoria do Conselho agradece a atenção e compreensão da população valenciana, - Valença, 17/01/2018 - A Diretoria".

Vacinação Contra Febre Amarela Continua em Valença

Foto: Jorge Alexandre

Vacinação contra febre amarela na manhã desta quarta-feira (17/01) na Rodoviária Princesa da Serra em Valença.




Sem Serviço de Internet de Empresa de Telefonia Fixa, Consumidor Fica Prejudicado

Texto: Jorge Alexandre

Nos dias atuais, ficar sem os serviços de internet prestados aos consumidores por empresas de telefonia fixa e de telefonia móvel (celular) resulta em uma série de transtornos, tanto para os usuários comuns que a utilizam para contatos pessoais, para as famílias e pessoas de várias faixas etárias para diversão, estudo e outras atividades, bem como para os profissionais de diversas categorias que dependem de seus trabalhos serem entregues com qualidade e rapidez neste mercado profissional de alta competitividade no mundo moderno, globalizado.

Um desses exemplos vem sendo vivido pelo Editor de Jornais e profissional de Marketing Digital, Victor S. Gomez, morador do bairro São José das Palmeiras, em Valença, que alega ao JORNAL DA CIDADE, estar sem poder usar o serviço de internet adquirido junto a uma empresa de telefonia fixa, desde o dia 11 de janeiro. "Trabalho com Marketing Digital e estou impossibilitado de fazê-lo. "Tenho que fazer postagens diárias e isso me prejudica muito, a mim e aos meus clientes. Escrevo para blogs meus e de outros, além disso leio muito na internet sobre novos programas. Tudo se atualiza muito rápido na internet, e preciso acompanhar, além de responder e-mails de pessoas que me perguntam sobre como fundar ONGs, em uma assessoria que presto voluntariamente", afirma, Victor.

O contratante do serviço fez contatos telefônicos com a empresa e recebeu uma série de explicações. "Funcionário da OI-Telemar, que vendeu o serviço de internet VELOX, me informou que havia um problema de DSL e aconteceu uma interrupção de sinal na minha linha; depois falou que meu sinal tinha sido modificado porque eu pedira um aumento de conexão, então eles voltariam ao sinal anterior, como a internet não voltou, foi dito para eu esperar até domingo (14/01), pois só naquela data teriam técnico disponível", reclama Victor, que ficou em sua casa esperando o técnico, que não apareceu. "A OI deu um prazo de 48 horas para a vinda do técnico", lamenta, Victor, esperando que os problemas detectados pela empresa sejam resolvidos.

Moradores da Região Visitam a Catedral Diocesana

Texto e Foto: Jorge Alexandre

Demonstrando ser grande admirador da cidade de Valença, o Professor de Matemática Antônio César Garcia de Souza, morador de Barra do Piraí, veio à cidade no dia 06 de janeiro (2018), 'Dia de Santos Reis', acompanhado de seu amigo Mágno Eduardo de Souza, Técnico em Administração, de Volta Redonda, para que o mesmo conhecesse a Catedral Diocesana de Nossa Senhora da Glória, que é um marco da religião Católica e da civilização de Valença.

Hilda de Paula, Antônio César e Mágno Eduardo durante a visita na Catedral

Os visitantes conheceram a Agente da Pastoral Afro da Catedral, Hilda de Paula, que passou aos mesmos várias informações. "Eu gosto muito desta cidade, desde que a conheci. Cursei Matemática e me formei pela Fundação Educacional Dom André Arcoverde, em 1998. Sempre que posso, venho visitá-la, e convidei o meu amigo Mágno, para conhecer este Patrimônio Religioso e Cultural que é a Catedral", explicou Antônio César, ao JORNAL DA CIDADE. "Eu gostei muito de vir a Valença conhecer a Catedral, a convite do meu amigo Antônio César", afirmou Mágno Eduardo. "Eu fiquei muito satisfeita com a visita desses dois novos amigos que conheci aqui na Catedral", afirmou Hilda, convidando-os a retornar.

Anuncie Aqui

Anuncie Aqui

Arquivo do Blog